Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos. A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso website. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

Saiba mais
X
rotunda do monte da barca
rotunda do monte da barca
Coruche - 2018

Coruche intitula-se de capital mundial da cortiça já que, a somar aos fatores produtivos (a nível concelhio è o maior produtor de cortiça e naquela indústria são produzidos 5 milhões de rolhas diariamente), existem ainda fatores inovadores como o Observatório do Sobreiro e da Cortiça, um pólo de investigação único na área do Montado e da Cortiça e a Feira Internacional da Cortiça, na qual convergem os principais actores do setor (produtores, industriais e investigadores).

A peça escultórica com o diâmetro 15,30 m inspira-se na forma de um silo, evocando a ideia de reservatório, armazenamento da memória coletiva, ao mesmo tempo que procura a imagem de um mecanismo de precisão que se quer dinâmico.

Por outro lado, o desenho circular lembra um instrumento de registo do tempo, reforçando a ideia de memória. Os 610 blocos de cortiça dispostos em 6 anèis sobrepostos representam as seis freguesias do concelho.

Cada um destes anèis è composto por blocos de cortiça com as dimensões de 30x50x100 cm que sugerem as aldeias e lugares do concelho de Coruche associados ao conhecimento, à informação e ao arquivo, referindo-se ao potencial do território contendo as palavras Coruche Capital Mundial da Cortiça / Lezíria / Montado/ Sorraia.

Os elementos que constituem a escultura permitem uma permeabilidade visual que faz dela um espaço simultaneamente limitado e aberto, sugerindo a fluidez e dinâmica de um território vivo e de uma visão de futuro para quem habita, trabalha e visita Coruche.